Recolher impostos de importação e outros tributos internacionais no checkout

Para recolher os tributos de importação no checkout, a loja precisa atender aos seguintes requisitos:

Caso a loja não atenda aos requisitos acima durante o checkout, use um app de terceiros para calcular os tributos de importação.

Preço

Uma taxa de transação será aplicada aos pedidos sujeitos a tributos de importação. A determinação do valor dessa taxa levará em consideração se você usa o Shopify Payments ou um provedor de pagamento de terceiros.

  • Uma taxa de transação de 0,85% se aplica a pedidos que têm impostos e tributos de importação calculados no checkout em lojas que usam o Shopify Payments como gateway. A taxa de transação de 0,85% também se aplica a pedidos que usam um provedor de pagamento de terceiros, como o PayPal, desde que o Shopify Payments seja o gateway principal.
  • Uma taxa de transação de 1,5% se aplica a pedidos que têm impostos e tributos de importação calculados no checkout em lojas que usam outros provedores de pagamento como gateway. A taxa de transação de 1,5% também se aplica a lojas que usam o Shop Pay como checkout acelerado se o Shopify Payments não for o gateway principal.

Todos os pedidos sujeitos tributos de importação e taxas de importação têm de pagar a taxa de transação, mesmo que o valor de recolhimento seja zero. Entretanto, isso não se aplica aos seguintes casos:

  • Pedidos enviados para o mesmo país ou região em que a loja está localizada
  • Pedidos enviados entre países-membros da União Europeia
  • Carrinhos abandonados

Recolher tributos de importação no checkout

É possível habilitar o recolhimento de tributos de importação na finalização de compras internacionais. Vale lembrar que essa configuração não afeta os pedidos feitos nas regiões em que você tem um local de processamento.

Etapas:

  1. No admin da Shopify, acesse Configurações > Mercados.
  2. Ao lado do mercado em que você quer recolher tributos de importação no checkout, clique em Gerenciar.
  3. Na seção Tributos de importação, clique em Configurar.
  4. Selecione os países ou regiões nos quais você quer recolher os tributos de importação no checkout.
  5. Revise os produtos com códigos SH e país ou região de origem ausentes e adicione as informações faltantes para garantir que os tributos de importação e outros tributos sejam calculados com precisão.
  6. Confirme se as transportadoras e integrações de terceiros são compatíveis com as etiquetas de frete DDP.
  7. Verifique se você atualizou as políticas e notificações da loja para vendas internacionais.
  8. Revise os termos e condições para o cálculo dos tributos de importação no checkout.
  9. Clique em Concordar e ativar.

Após configurar os tributos de importação no checkout, confira o que mais é necessário para fazer vendas internacionais na loja.

Recolher tributos de importação em rascunhos de pedido

O recolhimento de tributos de importação ocorre na etapa do checkout referente ao frete. Vale lembrar que esses tributos não serão calculados se uma opção de frete for selecionada na criação de um rascunho de pedido, já que o cliente não acessará a página do frete no checkout.

Se for esse o caso, crie um rascunho de pedido sem selecionar uma taxa de frete e envie a fatura por e-mail ao cliente. Quando ele seguir a solicitação para concluir a compra, será direcionado para a escolha de uma forma de frete. Depois disso, os tributos de importação serão calculados e aplicados ao pedido.

Adicionar os códigos SH e o país ou região de origem aos produtos

Antes de exibir os tributos de importação para os clientes internacionais no checkout, adicione o país ou região de origem e o código SH às informações do produto. Sem o código SH, os cálculos serão feitos com base na descrição e no tipo do produto. Se a descrição ou o tipo também não forem especificados, o cálculo dos tributos não será realizado, mesmo que as configurações definidas para o país ou região exijam o recolhimento.

O país ou a região de origem, ou COO (na sigla em inglês), é o local em que o produto é criado ou montado para venda e onde recebe a classificação do código SH. Por exemplo, você vende uma mesa montada nos Estados Unidos, mas feita de madeira do Canadá, cola do México e parafusos da China. Nesse caso, o país ou a região de origem são os EUA, porque é lá que os materiais são usados para criar a mesa.

O código SH (Sistema Harmonizado de Descrição e Codificação de Mercadorias, em tradução livre), é usado no comércio internacional para descrever produtos e, normalmente, tem seis dígitos. Saiba mais sobre o código SH na Organização Mundial das Alfândegas.

Para adicionar um código SH e um país ou região de origem aos produtos, siga um destes procedimentos:

Adicionar códigos SH e o país de origem importando um arquivo CSV

Use um arquivo CSV se você tem muitos produtos para atualizar e já tem os códigos SH ou se não sabe quais produtos ainda estão sem código.

Etapas:

  1. No admin da Shopify, acesse Configurações > Mercados.
  2. Ao lado do mercado em que você quer recolher tributos de importação, clique em Gerenciar.
  3. Em seguida, clique em Acessar tributos de importação.
  4. Na seção Tributos de importação, clique em Gerenciar.
  5. Exporte um arquivo CSV dos produtos com informações ausentes.

    1. Na seção Informações do produto, clique em Atualizar com CSV.
    2. Clique em Exportar.
    3. Selecione o formato de arquivo preferido e clique em Exportar produtos. Um arquivo CSV será enviado por e-mail.
  6. Edite o arquivo CSV em um programa como o Planilhas Google.

  7. Importe o arquivo CSV editado.

    1. Na seção Informações do produto, clique em Atualizar com CSV.
    2. Clique em Importar.
    3. Em seguida, clique em Adicionar arquivo ou arraste e solte o CSV na janela de importação.
    4. Clique em Fazer upload.
    5. Clique em Importar. Você receberá um e-mail quando o processo for concluído.

O arquivo CSV de tributos de importação é semelhante a outros do mesmo formato usados na Shopify, mas tem colunas diferentes, como: As seguintes colunas são usadas no CSV das taxas e tributos de importação:

  • Product Handle ("Identificador do produto"): nome exclusivo para cada produto. Pode ser formado por letras, traços e números, mas não tem espaços. Há um identificador no URL de cada item.
  • Product Title ("Título do produto"): a coluna "Título" é opcional e pode ficar em branco.
  • Variant SKU ("SKU da variante"): a SKU do produto ou da variante. Esse valor é usado para monitorar o estoque com serviços de acompanhamento.
  • Option1 Name (Nome da opção1): se um produto tiver uma opção, o nome dela será exibido nessa coluna (por exemplo, Cor). Para produtos com uma única opção, o valor deve ser Título.
  • Valor da opção1: se um produto tiver uma opção, o valor será exibido nesta coluna. Por exemplo, Preto. Para produtos com apenas uma opção, esse valor deve ser Título padrão.
  • Option2 Name ("Nome da opção2"): se um produto tiver uma segunda opção, o nome será exibido nesta coluna. Por exemplo, Tamanho.
  • Option2 Value ("Valor da opção2"): se um produto tiver uma segunda opção, o valor dela será exibido nessa coluna. Por exemplo, Grande.
  • Nome da opção3: se um produto tiver uma terceira opção, o nome dela será exibido nessa coluna. Por exemplo, Material.
  • Valor da opção3: se um produto tiver uma terceira opção, o valor será exibido nesta coluna. Por exemplo, Algodão.
  • Country of origin: ("País de origem"): o local onde o produto foi criado ou montado, assumindo a forma em que é vendido. O valor listado nesta coluna é usado em estimativas dos tributos de importação e de outros tributos a serem pagos por clientes internacionais.
  • Código SH: nomenclatura usada para classificar produtos que serão comercializados internacionalmente. O valor listado nesta coluna é usado em estimativas dos tributos de importação e de outros tributos a serem pagos por clientes internacionais.

Adicionar código SH e o país ou a região de origem na página do produto

Se você não tiver muitos produtos para atualizar e não souber os códigos SH dos produtos, adicione o código SH e o país ou a região de origem diretamente na página do produto.

Etapas:

  1. No admin da Shopify, acesse Produtos.

  2. Clique no nome do produto que você deseja alterar.

  3. Na seção Informações alfandegárias, altere os dados do produto.

    1. Selecione um país ou região de origem.
    2. Insira um código SH. Caso você não tenha um, comece a inserir uma descrição do produto para buscar o código apropriado.
  4. Clique em salvar.

Adicionar código SH e o país ou a região de origem pelo editor em massa

Se você não tiver muitos produtos para atualizar e já souber os códigos SH dos produtos, adicione o código SH e o país ou a região de origem com o editor em massa.

Etapas:

  1. No admin da Shopify, acesse Produtos.

  2. Marque os produtos que você quer modificar.

  3. Clique em Editar produtos.

  4. Clique em Adicionar campos.

  5. Na seção Frete, clique em Código SH e em País de origem.

  6. Edite os produtos conforme necessário e clique em Salvar.

Como parar de recolher tributos de importação no checkout

Caso não queira mais recolher tributos de importação no checkout, siga os passos abaixo:

Etapas:

  1. No admin da Shopify, acesse Configurações > Mercados.
  2. Ao lado do mercado em que você quer recolher tributos de importação, clique em Gerenciar.
  3. Em seguida, clique em Acessar tributos de importação.
  4. Selecione o país ou região de sua preferência.
  5. Desmarque Recolher tributos de importação no checkout.

Tudo pronto para começar a vender com a Shopify?

Experimente de graça